quarta-feira, abril 19, 2006

HIGHBURY, ONE LAST TIME

Visto o jogo de San Siro ontem e pese embora os erros crassos e quase infantis do Ancelotti, dos desacertos de Seedorf e Pilro, dos falhanços (dois) incríveis do Gilardino, apesar de tudo isso não restarão dúvidas acerca do valor dourado da equipa do Barcelona.
E aquele Ronaldinho?

Hoje há mais Liga dos Campeões e até aposto numa vitória do Villarreal no último jogo internacional a realizar no mítico Highbury Park, estádio onde já fomos gloriosos exactamente na mesma época a que se reporta o Edson no post anterior. Isaías e Kulkov marcaram naquele 1-3 onde também Rui Costa, Paulo Sousa e Schwarz eram estetas, artistas de uma equipa memorável. Nick Hornby, escritor de fama conquistada através de High Fidelity mas também adepto do Arsenal relembra em Fever Pitch - livro também editado e mal traduzido, no título e no corpo, em Portugal com a designação de Diário de um Fanático - relembra aquela noite:

"There was a little hiccup at the beginning of the season, but the team had found their form by the time the European Cup started in the middle of September: they crushed the Austrian champions 6-1, a magnificent performance which we believed would scare the rest of the continent rigid. We drew Benfica of Portugal in the next round, and I travelled on one of the two supporters' club planes to Lisbon, where we hung on for a creditable 1-1 draw in front of eighty thousand Portuguese in the intimidating Stadium of Light. In the return at Highbury, however, we got stuffed, overrun, outplayed, and it was all over, maybe for another twenty years."

2 Comments:

Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Boa dica para quem gosta de bola e de um bom livro.

quarta-feira, abril 19, 2006 5:12:00 da tarde  
Blogger Lynch said...

Saquei o video com os golos do Benfica ao Arsenal, ver o Isáias a desbaratar os Ingleses é espectacular

sexta-feira, abril 21, 2006 12:31:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home