quarta-feira, março 15, 2006

Adeus ao título.

Se eu fosse lagarto, tinha a desculpa na ponta da língua. Se eu fosse lagarto, apressava-me a repetir a cartilha dos meus dirigentes. No entanto, fui bem criado: não sou lagarto. O Benfica não revalida este título por culpa própria e o nsucesso na Liga assenta em dois factores: José Veiga e Ronald Koeman.
No defeso, Veiga foi responsável pelo atraso na definição do plantel benfiquista. E na reabertura do mercado, contribuíu para a confusão gerada no seio do grupo. Quem procura preservar a estabilidade não pode permitir tantas mexidas no balneário. Acredito, inclusivamente, que foi isso, mais do que a transferência gorada para Liverpool, a gerar a incompatibilidade com o capitão Simão Sabrosa.
Já Koeman é responsável pela forma como foi gerindo a época (embora tenha atenuantes, como o desconhecimento sobre as características do futebol português). No entanto, as indecisões e recuos na contrução dos onzes são da sua responsabilidade. Nunca se compreendeu a insistência em Karagounis na posição de trinco, como não se percebe que Beto jogue tantas vezes à frente de Petit, quando actua muito melhor diante do quarteto defensivo, ou que frente à Naval, para dar um exemplo mais recente, tenha recuado Geovanni para as costas do ponta de lança!!! Por outro lado, é incompreensível o que se passa com Quim e Mantorras...
Apesar de tudo, defendo a manutenção de Koeman. Por uma questão de estabilidade e porque, findo este período de adaptação à mentalidade portuguesa, o holandês estará melhor preparado para enfrentar a próxima época. E, acima de tudo, porque sou adepto do futebol holandês e Koeman já provou, em momentos da corrente época, ter capacidade para criar uma equipa competitiva e assente num futebol mais estético. Apesar de não considerar a espectacularidade um factor primordial, ou mesmo essencial, no futebol de alta competição, se puder complementar o pragmatismo necessário, tanto melhor.

7 Comments:

Anonymous Paulinho Santos said...

Ninguém pára o benfica, caralho!

quarta-feira, março 15, 2006 8:34:00 da tarde  
Anonymous Guima said...

Adeus ao título e à taça..... Saudações Vitorianas!!!!

quarta-feira, março 15, 2006 11:21:00 da tarde  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

O Mantorras continua a dar-me razão. Está completamente fora daquilo que deve ser um jogador de futebol (e não um artista de circo - malabarismos, empolgação nas bancadas e vibração = a Circo Chen).

O árbitro foi horrível. O Bruxo Nílson um gigante.

quinta-feira, março 16, 2006 11:23:00 da manhã  
Blogger Renato said...

o mantorras nao jogao pq não tem lugar..acho q qq treinador faria o mesmo...

qt ao resto n me pronuncio..

sábado, março 18, 2006 2:58:00 da manhã  
Blogger Spinafro said...

Eu ainda não atiro a toalha ao chão e também não me apresso a encontrar culpados.

sábado, março 18, 2006 7:09:00 da tarde  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Atenção (eu sei, escrevo isto depois do Pedro Manuel, o "Mantorras", ter feito mais uma das dele): em relação a toalhas a minha está, a bem dizer, pendurada por um fio no toalheiro. Nem é uma questão de fé, é uma questão de matemática.

Quanto aos culpados: longe de mim querer apontar alguma coisa ao Pedro Manuel. Se há alguém que não tem culpa nenhuma, esse alguém é ele. Mais uma vez é matemático: 15 ou 16 jogos (em todas as competições), 2 golos e uma assistência...

Eu só continuo a achar que, para ele se (e nos) convencer de que é mesmo um bom jogador, precisa de jogar com regularidade - coisa que no Benfica vai ser difícil.

segunda-feira, março 20, 2006 5:09:00 da tarde  
Blogger Spinafro said...

Já tem passaporte para mais 7-8 meses sem se alvitar a palavra empréstimo, mas também duvido que ele seja primeira, segunda ou, consoante a conjuntura, terceira escolha.

segunda-feira, março 20, 2006 6:26:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home