quarta-feira, setembro 13, 2006

Ambição (a falta de...)

Confesso que não estava entre os que se indignaram com as declarações do Nandinho no pre-jogo, até porque tinha algum receio relativamente ao maior ritmo competitivo dos dinamarqueses. Mas depois de ver a primeira parte, tornou-se óbivo que não havia muito a temer. O Benfica podia aspirar à vitória, bastando alguma concentração nas bolas aéreas. Mas o que se viu na segunda parte foi triste demais... Aquele minuto 78 entra para a história como um dos momentos mais ridículos do Benfica! Obrigado engenheiro.

2 Comments:

Anonymous PAPOILA SALTITANTE said...

Não vi a segunda parte, o que é que aconteceu no minuto 78?

quinta-feira, setembro 14, 2006 5:10:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

Luisão toca para RR, RR toca para Luisão, Luisão para Katsouranis, Katsou para Luisão, Luisão para Quim, Quim para Luisão, Luisão para RR, etc... Não sei se a ordem foi esta, mas foram 70 e tal segundos de troca de bola entre os centrais, pontuadas com um dois toques de quim e Katsouranis. O Nandinho contemplava o espectáculo...

quinta-feira, setembro 14, 2006 7:26:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home