domingo, dezembro 02, 2007

Pesadelo!

O Benfica foi subjugado por um Porto que nem precisou de se esforçar para garantir três pontos. Nuno Gomes foi o menos mau de uma equipa cinzenta. O meio-campo não existiu e não se percebe porque Binya não entrou ao intervalo. E pouco mais há a dizer. As memórias são tão perturbadoras que nem permitem uma lúcida leitura do que se passou.

7 Comments:

Blogger Renato said...

Nunca mais aprendem que o FCP,apesar do Jesualdo e de mt ma gestão, ainda é a classe no que ao futebol cá no sitio diz respeito.

N Gomes o melhor? medo...eu elegia o D Luiz que corta uma jogada de golo e faz um par de intervenções d bom nível. o Nulo Gomes logo a abrir mostra a sua classe com um remate que, n fosse o P Emanuel , saia pela linha a lateral.

domingo, dezembro 02, 2007 5:48:00 da manhã  
Blogger Pedro said...

Como é q podes dizer q NG foi o menos mau qd falha clamorosamente dois golos...porra o primeiro remate então nem sequer levava a direcção da baliza.

Salvou-se a brutal tochada dos NN no inicio do jogo recordando tempos gloriosos. O melhor da noite sem qqr dúvida!!!

domingo, dezembro 02, 2007 5:00:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

O Nuno Gomes foi quem menos passes errou, quem mais jogo deu aos colegas e quem mais oportunidades teve. O primeiro falhanço é um remate desastroso, de facto, mas o segundo também resulta de uma boa defesa do Hélton, a responder bem à do Quim perante o Lisandro.
O David Luiz fica marcado pelo golo. Dar o meio é um erro de principiante.
Classe é muito forçado Renato. O Porto não fez nada de especial.

domingo, dezembro 02, 2007 8:37:00 da tarde  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Ó Quetzal, sinceramente, às vezes não te compreendo - o FC Porco, na 1ª parte, pressionou o campo todo, e fez um jogo bastante conseguido ao nível do passe e do posicionamento em campo.

Isto demonstra uma equipa bem trabalhada e bem preparada para o jogo - para mim, já é alguma 'coisa de especial'.

Na 2ª parte, e naturalmente, o Benfica pressionou mais e chegou-se à frente, mas sem muito discernimento.

Os outros ganharam e ganharam bem, mas o Benfica podia (e devia) ter feito muito melhor.

A partir daqui, duas coisas.

1. O campeonato ainda não acabou.

2. Não gostei nada da equipa na primeira parte - o Benfica quis jogar a 1000 à hora, ganhar o jogo a todo o custo, jogar rápido e bem mas sem saber como.

O jogo de sábado é daqueles em que se joga com os neurónios, mais do que com o pulmão. Erro de principiante (ou de 'experiência', como disse o Camacho no final).

Mas esta equipa tem espaço para crescer e melhorar, como tem vindo a fazer. Aquele jogo 'especial', ditou também, a nível psíquico, reacções 'especiais'. Ao contrário da maioria dos jogadores do FC Porco.

terça-feira, dezembro 04, 2007 11:17:00 da tarde  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Quanto ao NG - não há nada a dizer quando um avançado não faz golos, dando-se ao luxo de falhar algumas das mais incríveis jogadas para tal.

terça-feira, dezembro 04, 2007 11:19:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

Eu não digo que o Porto tenha jogado mal. Mas foi tudo muito facilitado por um Benfica incaracterístico - mesmo considerando que ainda não se atingiu um nível alto. Uma exibição de classe teria, provavelmente, dado goleada.

terça-feira, dezembro 04, 2007 11:37:00 da tarde  
Blogger Renato said...

ma é mesmo isso Quetzal..o Porto não precisa de jogar bem pa garantir uma exibição sólida e fazer um belo resultado..a classe aqui
é a forma como se comporta nestas situações, não necessariamente a qualidade de jogo

quinta-feira, dezembro 06, 2007 11:14:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home