terça-feira, outubro 30, 2007

E agora senhor Presidente?

Os sócios do Benfica - não são os No Name, senhor Presidente, são os sócios do Sport Lisboa e Benfica!!! - fartaram-se de andar a ser utilizados como saco de pancada da polícia portuguesa e decidiram confrontar Luis Filipe Vieira com o que se tem vindo a passar no Estádio da Luz desde Abril deste ano. Infelizmente, a falta de calma de alguns não permitiu que todos os pontos inerentes à questão da repressão policial na Luz fossem devidamente apresentados à margem da agenda da AG. E digo alguns porque os Media, pelas primeiras amostras, vão certamente referir um quase motim que, na realidade, não existiu. Houve muita voz levantada, é certo, e alguns impropérios, mas longe de significar que a maioia se tenha ali deslocado para arruinar o espírito democrático da AG.
O certo é que Luis Filipe Vieira não ficou bem no quadro. Amuou assim que percebeu que não iria poder utilizar o Clube para o ajudar a marcar pontos junto de Granadeiro, ignorou grande parte das perguntas que lhe foram lançadas e ainda se deu ao luxo de mentir a quem estava presente. Tudo muito triste, agravado pelo facto de ter abandonado a sala em duas ocasiões. Claro que as birras foram momentâneas e regressou sempre ao fim de uns poucos segundos. Nada a que não estajamos habituados, na verdade. Ameças não concretizadas é "o pão nosso de cada dia" na presidência de Luis Filipe Vieira.
Como lhe disse directamente, os sócios, pelo menos a maioria, não estão contra Vieira. Mesmo que discordem de muitos aspectos relacionado com a gestão do Clube, respeitam-no pela globalidade do seu trabalho. Mas estão contra a discriminação de que são alvo. E se Luis Filipe Vieira, eleito livremente, é o representante de todos os associados benfiquistas, tem que saber ouvi-los e responder perante as suas dúvidas e queixas.
O problema, por mais que tente pensar o contrário, é que Luis Filipe Vieira parece ter rabos de palha. Quando lhe perguntei se tinha conhecimento da invasão injustificada da Sala de Convívio do Estádio da Luz, foi defensivamente que me respondeu, como se o estivesse a acusar de estar por trás do ocorrido. Uma simples pergunta, sem qualquer motivação secundária, foi imediatamente vista como um ataque pessoal. Quando os presentes referiram Paulo Silva, o responsável pela paz podre que grassa por estes dias no Estádio da Luz, o Presidente ignorou. Quando ele insistiu em transformar tudo num problema das claques e se mencionaram situações em que pessoas sem qualquer ligação a esses grupos foram agredidas, encolheu os ombros. De resto: vitmização, vitimização, vitimização! Os sócios, de melhor ou pior forma, expõe um problema que afecta todos - porque estão mesmo todos sujeitos a apanhar por tabela -, pedem a ajuda do Presidente e este toma-se por atingido e vitimiza-se até à exaustão.
Enfrente o problema de caras, senhor Presidente. Explique de uma vez por todas à polícia que lhe cabe zelar pela segurança em torno do estádio mas que não é necessária lá dentro. Que tem que zelar pela segurança em vez de instigar a violência. Eu, do alto do meu cativo no Piso 3, estou farto de assistir a escaramuças na curva. Ainda no domingo foi uma caga policial justificada por um pontapé de frutração num ecoponto. Pergunto: quantos de nós já não pontapearam algo depois de um falhanço escandaloso do Nuno Gomes, de uma expulsão que parece deitar por terra as nossas hipóteses de vitória ou de um frango do Bossio? Infelizmente, tenho quase a certeza que Luis Filipe Vieira, confrontado com o que há pouco se passou, vai falar publicamente em "arruaceiros" e fechar o assunto numa qualquer gaveta da sua memória. É pena, porque nós não existimos apenas para comprar kits...

5 Comments:

Blogger Pedro said...

O problema é q essa gente não sente o SLB, está confortávelmente sentada nos seus camarotes, longe do frio e da chuva, vendo o jogo à conta de convites enquanto q os "arruaceiros" estão sempre presentes gastanto o q tem e não tem para acompanhar o clube faça chuva ou faça sol...

A ida à AG é para continuar. Os insultos e ameaças não. Vão desviar a conversa do q realmente interessa, vão alimentar a ideia q a policia até faz bem em bater nos "vandalos". Tem q se ter calma nessas situações, e como disse no blog do JG, nem as contas deviam ter sido aprovadas...nada seria aprovado enquanto os palhaço do Paulo Silva estivesse no clube e enquanto as coisas não mudassem...tudo CHUMBADO. Isso sim teria impacto!!!!

terça-feira, outubro 30, 2007 10:22:00 da manhã  
Blogger Capitao Sargento said...

Caro Quetzal, pelas conversas que temos tido percebo que de facto existe um problema grave dentro do estádio da luz. Violência sobre os sócios, sem justificação é uma acusação grave e á qual o presidente, responsável máximo do clube, pode e deve investigar!
Pelo que eu ouvi hoje na TSF, parece que houve socos nas camaras dos jornalisas e insultos tanto a Luis Filipe Vieira como aos jornalistas!
Li há pouco que o presidente convocou um plenário de urgência para discutir determinadas questões levantadas pelos sócios, entre elas deverá estar a questão da violência dentro do estádio da luz!A ver vamos as conclusões desta reunião.
Quanto á proposta para distinguir Henrique Granadeiro como sócio honorário, parece-me também que o LFV quer marcar pontos junto da PT!!!

terça-feira, outubro 30, 2007 2:23:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

Tens toda a razão Pedro. Os insultos não podem ser utilizados. Aliás, o sentimento generalizado, à saída, nem chegou a ser de vitória porque a maioria sabia que o mau comportamento de alguns ia deitar por terra o que se pretendia. Quanto às contas, chumbá-las nunca. Isso ia obrigar o Clube a reformular o Relatório & Contas e reapresentá-lo em AG. Era uma perda de tempo. Nessa matéria abstive-me. Já agora, contrariamente ao que os Media têm afirmado, os protestos não foram só das claques. Houve pelo menos três intervenções, a minha incluída, de pessoas não ligadas a nenhum grupo de apoio, que levantaram as mesmas questões e deram exemplos concretos.

Pois é Vasco, isto do Granadeiro é vergonhoso. Com ou sem protesto pelo que se vive no perímetro do estádio da Luz, seria uma proposta para chumbar SEMPRE! Sócio Honorário é uma distinção que deve ser entregue a personagens de relevo que honrem o nome do Clube. Premiar um gestor é um precedente errado. Se a PT perdesse dinheiro nos negócios com o Benfica, não os fazia. Ele associa-se ao Benfica na expectaiva do lucro. Que sentido faz premiar o Granadeiro por isso? Para o ano propunha-se o Joaquim Oliveira, se calhar...
Houve realmente problemas com a RTP. Sem querer desculpar a atitude de quem os intimidou, porque não tem desculpa, também tem que ser referido que, apesar do pedido expresso por um sócio que foi à tribuna falar, as câmaras não foram desligadas.

Vieira foge sempre às questões. Ontem estava uma carrinha do Corpo de Intervenção diante da porta 1 e spotters na AG. Acho que não minto se disser que isto é inédito. E o Benfica teve a distinta lata de dizer que não tinha nada a ver com o assunto. Como disse a Lusi Filipe Vieira, das duas uma: ou ele mente quando diz que o Estádio pertence ao Benfica, ou então, para estar no perímetro do Estádio, a polícia fá-lo com conhecimento do Paulo Silva. Senhor que, curiosamente, nem meteu as patas na AG.

terça-feira, outubro 30, 2007 4:27:00 da tarde  
Blogger Pedro said...

"Senhor que, curiosamente, nem meteu as patas na AG"

Se calhar não é sócio por isso não pode lá estar.
:)

Enfim...parece q algo vai acontecer de acordo com as últimas noticias...Vamos aguardar.

terça-feira, outubro 30, 2007 4:36:00 da tarde  
Blogger LF said...

Enfim, mas assembleias à séria eram as do Vale e Azevedo...
Com capangas espalhados pela sala a intimidar quem se opunha ao "grande lider".
No fim havia cabeças partidas, sangue a escorrer, no meio de gritos de "Viva o Benfica".
Nunca esquecerei essas tristes experiências...

quarta-feira, outubro 31, 2007 10:29:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home