terça-feira, setembro 25, 2007

Braga

O Benfica entrou mal no jogo, chegou a equilibrar mas não conseguiu mais que um domínio ilusório do meio-campo, já que foi sempre a defesa do Benfica a ter mais trabalho. A maioria dos jogadores alternou entre o razoável e o mau. Perdas de bola infantis, muito por culpa de más opções na transição ofensiva e cruzamentos sempre mal calibrados. Em bom plano os do costume neste início de época - Quim, melhor em campo, Leo e Katsouranis, apesar de uma falha comprometedora - aliados a Bynia. O miúdo mostrou que sabe o que está a fazer em campo, recupera muitas bolas e sabe lançar o início do ataque. Precisa de corrigir um aspecto: sendo o pivot defensivo, não pode sair a pressionar à frente dos outros médios descurando o seu natural espaço de acção.
Camacho esteve mal nas primeiras substituições, bem na última. Rui Costa estava sem gás e Romeu ajudou mesmo a fechar o meio-campo ao Braga. Recordando a sapiência de Trappa: "quando vês que não podes ganhar, então não podes perder". Do flash interview veio um sinal claro: o título não é o principal objectivo, o que se compreende para quem aterrou novamente no Benfica com a situação conhecida. Uns vão acusá-lo de falta de ambição, outros dirão que estamos perante o retirar de pressão à equipa. Na minha opinião é mero realismo. Se Jesualdo fizer aquilo a que nos habituou, então sim, podemos voltar a sonhar com o troféu.

Edson, a minha opinão sobre o Edcarlos mantém-se: banal. Sim, esteve mais em jogo, menos nervoso e bem nos lances aéreos. Mas tem deficiências no posicionamento e toma algumas opções disparatadas. Assumo que sou mais exigente com ele, porque o puto Vitor está a lançar-se e o David Luiz, ainda assim com menos anos de futebol sénior que o Edcarlos, tem qualidades que vão compensando os seus defeitos.

4 Comments:

Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Pois, mas essa tua embirrância (à la terceiro anel) com o Edcarlos leva a que classifiques de 'banal' uma exibição tão boa ou melhor do que a do Katsouranis.

Eu acho que o Edcarlos é um bom jogador e não acho mesmo nada que tenha problemas de 'posicionamento', até porque estamos a falar de um rapaz que nem há um mês está em Portugal (para ser terceira ou quarta opção - e tu desejavas o Alex Silva para ser 'terceira ou quarta' opção, é isto que eu não percebo) e fez apenas o seu terceiro jogo.

Mais, neste texto entras numa contradição enorme: então se o tal de Bynia (será bom, será mau?, ainda não te consigo dizer), com 'problemas de posicionamento' já é uma grande esperança, o Edcarlos 'é banal' - aliás, o Edcarlos ainda vinha no avião e já não prestava.

quarta-feira, setembro 26, 2007 12:15:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

Edson, não concebo que o Benfica contrate gajos já a pensar que vão ser a quinta opção do clube. Ainda mais pagando 400 mil contos!!! O que eu insinuava é que se queriam contratar, investissem como deve ser. E como era do mercado brasileiro que se falava, apontei a solução que mais me agradaria. Não duvido que os manos iriam ser titulares com o David Luiz a morder-lhes o calcanha no banco. O Edcarlos não me parece ter o potencial para se afirmar no Benfica. (e agora a frase feita de qualquer gajo que sinta o clube: espero que ele me obrigue a engolir isto)
Quanto ao Bynia, e quase repitindo o que disse sobre o David Luiz no post, à primeira vista, tem as qualidades que compensarão o defeito apontado. O Edcarlos, tirando o jogo aéreo, em que quase todos os nossos defessas são fortes, destaca-se em que aspecto?

"embirrância (à la terceiro anel)"
Não digo que não. Mas "banal" não é um termo assim tão ofensivo. Negar que possa ser uma mais-valia no Benfica não o transforma num jogador medíocre. Utilizei "banal", como poderia ter escrito "vulgar"

ps- Quando é que fazes uma análise do Girabola, pa?

quarta-feira, setembro 26, 2007 1:38:00 da tarde  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Então e onde ficava o Zor(r)o nessa história?

Mas pronto, prometo que não te chateio mais com o Ed... a não ser quando o homem jogar bem eh eh.

Quanto ao Girabola vamos esperar que o campeonato acabe (faltam 6 jornadas) para depois podermos falar sobre o assunto.

Para já, as duas grandes figuras do campeonato são também as duas grandes surpresas: Manucho Gonçalves, ponta-de-lança do Petro de Luanda e melhor marcador do campeonato, com 14 golos em 24 jogos e que é, de facto, um jogador bastante interessante; e, claro, Carlos Mozer, grande timoneiro do Inter de Luanda (conhecidos como os 'polícias' porque a equipa é propriedade das forças de segurança), actual líder destacado da competição.

quarta-feira, setembro 26, 2007 3:31:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

"Mas pronto, prometo que não te chateio mais com o Ed... a não ser quando o homem jogar bem eh eh."

E fazes tu muito bem.

Acho que o Zoro correria por fora. E acho que ganha bem demais para o seu valor. Por outro lado, cheira-me que o Camacho vai acabar por apostar nele a defesa direito.

quarta-feira, setembro 26, 2007 4:14:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home