segunda-feira, agosto 27, 2007

Triste país este...

A confirmação já me chegou através de diferentes fontes. A PSP, a mesma que no ano passado assistiu impávida e serena ao arremessar de petardos por determinada claque, resolveu distribuir cacetada junto de um grupo de apoio benfiquista. O mais curioso é que tal acto ocorreu nos corredores de acesso aos bares e casas de banhos, numa manobra premeditada das forças policiais que visou esconder o que se passava daqueles que, como eu, vêem a bola nos anéis superiores. O motivo: a recusa de este grupo de associados benfiquistas se registar como claque. Democracia? Qual democracia. Sócrates e seus seguidores andam cada vez mais parecidos com a velha senhora.

3 Comments:

Anonymous Glorioso Adepto said...

Desculpa, mas aqui não concordo contigo. As claques, se querem ser reconhecidas como tal, têm de estar dentro da lei. Nã oconcordo com o uso da força desnecessário, mas se as claques não se podem identificar num estádio por não estarem legalizadas e resistem à autoridade, querias que esta fizesse o quê? A recusa de cumprir umalei não tem nada a haver com um estado democrático. Um estado democratico é um estado de direito, logo tem leis que são para cumprir. E já agora, porque é que as claques do Benfica não se legalizaram, se até já os animais dos super-ladrões (como, aliás, eles próprios descrevem no seu livro) o fizeram?

terça-feira, agosto 28, 2007 11:25:00 da manhã  
Blogger Quetzal Guzman said...

Mas o grupo de adeptos em questão não se reconhece nem quer ser reconhecido como claque. Quer apenas ser um grupo de apoio exclusivamente composto por associados benfiquistas. A iconografia que os distingue, aliás, é neste momento secundária. Aqueles adeptos são todos sócios, todos constam dos ficheiros do Sport Lisboa e Benfica. E todos usam pelo BI, pelo que, tal como eu, tu e outros que preenchem aquelas bancadas, podem ser identificados no caso de cometerenm algo ilícito. Como é que obrigas alguém a ser o que não é? As Casas do Benfica também vão ser abrangidas por esta lei?

A acção policial, pelo que me contaram, foi injustificada. Se tiveres assistido a algo que indique o contrário, muito bem. Até lá sou forçado a acreditar nas pessoas que me relataram o sucedido. Se não houve qualquer desacato nas bancadas e os stewards, como parece ser exigível por lei, não pediram a sua intervenção, estamos perante uma acção ilegal que, muito provavelmente, vai derivar numa queixa contra o comando.

terça-feira, agosto 28, 2007 12:20:00 da tarde  
Blogger mago said...

"As claques, se querem ser reconhecidas como tal, têm de estar dentro da lei."

A questão aqui é que as claques, tal como está a lei, não querem ser reconhecidas (tirando talvez a Torcida, que já estava constituída como Associação antes da existência da tal lei 16/2004). As outras que estão dentro da lei apenas o fizeram porque é o "preço a pagar" para poderem ter apoios oficiais dos clubes que apoiam. E não é, ou pelo menos não deveria ser, isso que move as claques. Porque de certeza que não é o que me move para fazer parte de uma.

quarta-feira, agosto 29, 2007 10:45:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home