quarta-feira, agosto 22, 2007

Fiel a si próprio

Poucos se terão surpreendido com a prestação de Nandinho no programa Trio d'Ataque. Sintomático o momento em que deixou os três comentadores expecular sobre os motivos e os alvos das declarações de Nuno Gomes. Começou numa pergunta que virou comentário de Rui Moreira, prosseguiu nas dúvidas de António Pedro Vascomcelos e culminou na terceira via de Oliveira e Costa. E o gestor do balneário em silêncio, literalmente à nora, demonstrando mais uma vez como a falta de liderança é uma das principais características.
Espantosa foi também a abordagem dos reforços. Ele só queria um lateral-direito, um médio e um avançado! Curiosamente, como todos se recordarão, já com Cardoso e Bergessio contratados, continuou a referir a necessiadde de se contratar um avançado. Mas isso pouco interessa, claro está. E claro, ele que só tinha 14 jogadores, como se fartou de refeir na fase final da época passada, e que não acreditava ainda na equipa de juniores, como já dissera há uns meses naquele programa, ia contentar-se este ano com 17!
Mas a confirmação das sua incompetência chegou com a abordagem dos casos Simão e Manuel Fernandes. Não pensou, "nem devia" (!!!), num plano alternativo! Não interessa a forma como se processaram as saídas. O Benfica tinha jogadores com cláusulas de rescisão e o treinador não colocava a hipótese de elas serem accionadas?!?! Isto é espantoso! Um treinador de futebol sem plano alternativo! E se acontecesse uma lesão grave? Melhor ainda, não é Nandinho? É sempre mais confortável culpar as vicissitudes da sorte.
Razão teve quando mencionou a inexistente política comunicacional na vertente desportiva. Mas também aí se notam diferenças para outros mais competentes e mais profissionais. Camacho e Trap experimentaram o mesmo problema e ultrapassaram-no, criando o seu próprio departamento de comunicação.

ps- Para a história fica a explicação do posicionamento táctico de Nélson e Luis Filipe no Bessa. "Optei pelo Luis Filipe mais à frente, mas também poderia ter posto o Nélson. Era igual" Palavras para quê?

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

...Oliveira e Costa...

quarta-feira, agosto 22, 2007 7:14:00 da tarde  
Blogger Quetzal Guzman said...

Tem toda a razão. :S

quarta-feira, agosto 22, 2007 7:47:00 da tarde  
Blogger Capitao Sargento said...

Esta entrevista só veio a provar que o ano passado a equipa viveu de "rasgos" individuais de alguns jogadores, a ausência de uma estratégia é simplesmente assustadora, e treinou este senhor vários clubes de futebol.....realmente os nossos dirigentes não percebem nada de futebol......

sexta-feira, agosto 24, 2007 1:10:00 da manhã  
Blogger Edson Arantes do Nascimento said...

Não vi a dita entrevista mas pelo que está aqui escrito dá para perceber que mais incompetente do que o Fernando Santos só o José Veiga, em primeiro lugar, e o LFV, em segunda instância.

Esse senhor não percebe nada de bola, como, aliás, os resultados por ele conquistados ao longo da carreira indicam de forma bem clara. (E como todos os benfiquistas perceberam desde o anúncio da sua contratação.)

sexta-feira, agosto 24, 2007 3:31:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home