quinta-feira, agosto 16, 2007

"Pôs o Benfica a jogar o melhor futebol dos últimos 15 anos"

Obrigado Nandinho. Obrigado por me deixares sem vontade para escrever sobre bola e por me afastares de uma viagem ao Bessa, permitindo-me poupar uns trocos para uns CDs ou uns copos com os amigos. Já não há paciência! Ele tem atenuantes, dizem-me. Seja. No dia em que tivermos um treinador competente, não me importarei de referir as falhas directivas ou os erros dos jogadores como principal motivo para o descalabro que se avizinha. Até lá, chamem-me preconceituoso, a culpa será sempre do Nandinho.
Sim, perdeste o melhor e mais influente jogador do Benfica na última década. Sim, perdeste um reforço importante a poucos dias do início do campeonato, como já te acontecera numa agremiação geograficamente próxima. Sim, tens um central birrento que te fragiliza o plantel. Sim, os reforços são jovens e vão precisar de tempo para se ambientarem a um novo contexto. Sim, o presidente anda mais preocupado com guerrilhas e invejas pessoais. Sim, é verdade, não tens um director desportivo que te acompanhe na gestão diária do futebol do Benfica. Sim, estou-me borrifando para isso tudo.
Fragilidades à parte, que atitude tem a equipa do Benfica? Zero, à excepção de dois velhotes que por lá andam com as camisolas 5 e 10. Dependerá a atitude da qualidade futebolística dos seus intervenientes? Não. Depende sempre da capacidade motivacional do seu treinador. Ou seja, com Nandinho bem podemos esperar sentados... Camacho era, por algum acaso, um génio táctico? Longe disso. Mexia melhor na equipa que o Nandinho? Nem por isso. Tinha melhor plantel? Muito discutível. Mas tinha discurso, garra e mística.
E futebol? O Benfica joga bem sob este comando técnico? Há uns iluminados que julgam que sim e repetem até à exaustão o título desta posta. Defendi a saída de Koeman, mas, verdade seja dita, não tinhamos maior consistência futebolistica no seu melhor período que na melhor fase do Nandinho? Mas há sempre quem se contente com 15 minutos de bom futebol por jogo, como se isso representasse algo. E será que mesmo esses 15 minutos dependiam da astúcia (?!?!) do engenheiro? Ou resultariam antes da capacidade individual de jogadores como Simão, Micolli e Karagounis? Eu inclino-me para a segunda.
O Benfica não tem, e nunca teve com Nandinho, fio de jogo. O pouco que nos maravilhava resultava quase sempre de jogadas individuais. As movimentações colectivas apareciam sempre a espaços. Por isso não se estranha que, anteontem, com um quarteto que já leva um ano de convívio com o Nandinho, o meio-campo não tenha funcionado. Como não espanta que, mais uma vez, tenha sido a movimentação individual de um jogador a tudo resolver.

Nandinho, já lá vão 453 dias. Aguardamos ansiosamente a tua demissão.

ps- Mais quantos jogadores se vão ter que lesionar sozinhos para que Bruno Moura ceda o lugar a alguém competente?

pps- Zé Castro e Costinha ficaram de fora da convocatória de Aguirre para o jogo da UEFA. Coincidência?

ppps- A participação na Volta a Portugal foi uma desilusão e fica a ideia de ter sido mal preparada. Tendo o benfica esperado pelas duas últimas etapas para lançar o ataque à amarela, como se compreende a ausência de um escudeiro na subida de José Azevedo à Torre?

1 Comments:

Anonymous Capitao Sargento said...

Caro Quetzal,
Concordo totalmente contigo e muito sinceramente não sei quem é que profere tamanha barbaridade, certamente não percebe nada de bola.O melhor futebol dos ultimos 15 anos?Quando é que isso foi?E foi com o Nandinho?
Estou também ansioso pela demissão deste pseudo treinador!!Falta de facto muita coisa, mas a clara atitude passiva da equipa só demonstra a incompetência deste senhor!Se é para perder....que seja em grande e já este fim de semana, prefiro perder 3 pontos já na 1ª jornada e o Eng. ser despedido, que sofrer em agonia o resto do campeonato!!!

quinta-feira, agosto 16, 2007 6:52:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home