quinta-feira, julho 06, 2006

dores de cabeça

«Miccoli a caminho do FC Porto? O boato que assola o país futebolístico

Fabrizio Miccoli ainda não resolveu o seu futuro relativamente à próxima época. O jogador italiano jogou por empréstimo no Benfica na passada temporada e o clube da Luz continua interessado em contar com o avançado para a época que se avizinha. No entanto surgiu um boato que tem vindo a crescer nos últimos dias, de que o avançado poderá estar a caminho do FC Porto. O staff do Benfica na Suíça já tem conhecimento dos rumores, que também são comentados pelos jornalistas portugueses na Alemanha.

Francesco Caliandro, empresário de Miccoli, desmentiu o eventual acordo entre o jogador e o FC Porto. Contactado pelo Sportugal e questionado sobre o futuro do avançado da Juventus, o agente FIFA preferiu não fazer qualquer comentário. Fonte da SAD do FC Porto também nega esta possibilidade: “Não se pôs nem se põe sequer essa hipótese.”

Fonte ligada ao clube encarnado afirma que o negócio entre o Benfica e Miccoli está feito a 90%. José Veiga, responsável pelo futebol do clube da Luz, mostrou-se bastante incomodado com a questão e não quis falar.O avançado italiano de 27 anos efectuou 17 jogos na liga portuguesa e apontou quatro golos. A Juventus detém o passe do jogador, que certamente não quererá ficar no clube de Turim se se confirmar a descida à Série B dos ainda campeões de Itália.

A verdade é que o alegado boato tem assumido proporções inimagináveis, de tal forma que os responsáveis de FC Porto e Benfica não ficaram nada surpreendidos com as questões colocadas durante o dia de ontem pelos jornalistas que os contactaram. Será boato? Se o é com que objectivos foi colocado a circular?» In Sportugal, 6.07.1006

Este Sportugal tem sido um antro de mau jornalismo. Esta foi uma das machadadas - o Miccoli até pode bem ir para o FC Porco. Não seria a primeira, nem a última.

Agora (e isto parece-me muito claro), uma notícia são factos. (quase) Nunca «boatos», «rumores» ou «alegados boatos» - esta última partiu-me todo, então já não bastava ser um boato? Era preciso ser um «alegado boato»? Risível.

E depois, terminar uma notícia com duas questões sobre a própria notícia (os tais "factos", que até são questionáveis pelos vistos) é um atestado de incompetência e de menoridade. Ainda vão a tempo de mudar, valha-nos essa esperança.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home