segunda-feira, setembro 14, 2009

Benfica Vencer Vencer

Primeiro as férias, depois um problema na minha conta do Blogger, por fim uma pequena cirurgia que, inclusivamente, me impediu de ver ao vivo os 8 golos ao Vitória. Algumas das coisas que ficaram para trás mereceriam ser abordadas, mas para já não se justifica. Agora é tempo de exaltação da família benfiquista. Há dois meses vi expressões abatidas no rosto de pessoas cuja vivência benfiquista é de tal forma intensa que jamais imaginaria que atingissem tamanho ponto de descrédito e desconfiança no seu Clube e nos seus ídolos. Hoje vejo-os recuar três décadas, exibindo sorrisos dignos de figurar em qualquer parque infantil.
Sim, o futuro espreita risonho. Há que agarrá-lo com força e o Restelo tem obrigatoriamente que ser o exemplo para os próximos oito meses. É certo que aquele estádio sempre assistiu a grandes momentos de apoio benfiquista (basta recordar como a cinzenta exibição do Benfica de Camacho foi contrariada por uma vibrante falange de apoio, que não se cansou de maltratar as suas cordas vocais até que o apito final soou), mas domingo viveu-se algo de inacreditavelmente forte, algo que provocou arrepios constantes ao longo de 90 minutos. A equipa já percebeu que nós estamos com eles. E não seremos nós, seguramente, a falhar. Eles que não nos falhem também. Não basta dizer que somos Grandes como nunca viram, que temos adeptos como nunca conheceram. Há que continuar a lutar e fazer com que este Clube se trancenda novamente e que ao nono ano se comece a trilhar um novo caminho de Glória, para que daqui a 100 anos outros com a nossa idade se possam orgulhar de um Benfica entre os 10 maiores do Século XXI.
Domingo também farei o trajecto pela A8. Mas primeiro há bielorussos a abater. O Benfica não deve temer o Bate, mas também não deverá menosprezar um adversário que já surpreendeu a Juventus. Agora para a Europa, venham mais três pontos!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home