segunda-feira, março 12, 2007

"Auto-recriação"

Uma equipa é o espelho do seu treinador. Não pense o Nandinho que as declarações no final do jogo de Paris o ilibam de responsabilidades. Se houve falta de profissionalismo de Anderson no tal deslocamento para a direita do eixo defensivo, isso só acontece por falta de planeamento do treinador. Estas coisas não se prevêm nos treinos? É que se estava previsto, pior ainda. Seria mais um sinal claro da forma como os jogadores (não) ouvem o seu (suposto) líder.
Jogar com a sorte na questão da lesão do Luisão é, também, ridículo. Tivesse David Luiz sido testado no momento certo e o Nandinho não teria que se preocupar com azares. E diga-se de passagem que David Luiz até deixou boas indicações. Os próximos jogos confirmarão, ou não, a sua valia.

ps- Não acho o Anderson inferior ao Rocha, mas também nunca o achei superior. Aliás, nunca compreendi a euforia que se instalou em seu redor no início da época passada. Chegou-se ao disparate de se dizer que o rapaz era melhor que o Luisão!!! A verdade é que a displicência que agora lhe apontam não nasceu esta época. Em 2005, uma sucessão de erros frente ao Estrela, ao Leixões, ao Braga e outro que agora não me recordo - sei que foram quatro jogos - deixaram-me alerta. A crítica e os adeptos deram-lhe pouca atenção porque dali não resultou qualquer golo. A verdade é que a dupla Rocha/Luisão era bem mais sólida. E em caso de ausência do Xerife, nunca o português tremeria tanto como Anderson.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home