terça-feira, janeiro 16, 2007

Instantes fatais

Entre os benfiquistas há quem olhe para a classificação e lamente as pesadas derrotas do Bessa e de Braga. Mas esses são jogos em que tudo correu mal e que só regressando ao minuto zero poderiam ser remediados. Mas há duas situações que deixam um amargo de boca bem maior. E não foram os postes da Figueira Foz. Foram os golos consentidos em período de descontos na Mata Real e no Dragão, erros que não se podem repetir na segunda volta do campeonato, que colocaram o Benfica a oito pontos do líder. Uma maior concentração permitiria ao Benfica estar a apenas três pontos do Porto e com dois de avanço sobre o Sporting.

2 Comments:

Anonymous isaias said...

Completamente de acordo. O 3ª golo contra o Porto então, quando estavam completamente encostados às cordas, ainda vai dar muito que falar. Foi de uma infantilidade atroz, começando logo pela perda de bola junto à baliza do Porto.

quarta-feira, janeiro 17, 2007 3:07:00 da tarde  
Blogger Catenaccio said...

Também concordo. Pode-se aceitar, com maior ou menor naturalidade, as derrotas no Bessa e em Braga. ´

Já o empate no dragão, depois de estar a perder 2-0, seria ouro sobre azul. Representava mais um pontinho para o Benfica e menos 2 para o FC Porto.

Por fim, o empate com o Paços de Ferreira soube a pouco, principalmente pelo golo sofrido no último minuto.

Aproveito para mandar um abraço ao Quetzal Guzman. Os seus comentários já faziam falta ao Catenaccio.

terça-feira, janeiro 23, 2007 4:06:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home