sábado, junho 10, 2006

As primeiras emoções

Argentina - Costa do Marfim. O primeiro jogo que me vai tornar verdadeiramente parcial, que me vai levar a dar constantes indicações para o ecrã televisivo, a gritar golo a plenos pulmões e a insultar o árbitro sempre que me considere 'roubado'. Com Portugal normalmente ausente das grandes competições, vão-se fazendo opções e criando empatias com outras selecções. A Argentina foi, desde sempre, a minha selecção por eleição (nos Europeus, normalmente substituída pela Holanda). Mas o jogo de hoje levanta-me uma grande curiosidade: o ataque da Costa do Marfim. De entre Kalou, Dindane, Arouna Koné e Keita, apenas dois, ou mesmo um, acompanharão Didier Drogba. De qualquer forma, um ataque forte e veloz, que certamente fará estragos na defesa argentina. Tem tudo para ser o melhor da primeira jornada do Mundial.



O Mundial começou sem grandes surpresas e a Costa Rica, com um futebol lento e previsivel, foi derrotada pela velocidade da equipa germânica. Ainda assim, o veterano Wanchope (merecia uma selecção melhorzita) pôs a nú as debilidades alemãs. Tenho sérias dúvidas que o país anifitrião sobreviva aos oitavos de final. O Equador, com um futebol pragamático, assente em progressões apoiadas e toque curto (embora não hesite no futebol directo quando encontra o meio-campo obstruído) e num ritmo pausado, dominou a sua partida com relativa facilidade. Tem uma defesa muito sólida (talvez a melhor do grupo) e um conjunto muito concentrado. Pode surpreender e vencer o grupo. A Polónia, mais uma vez, desilude com um futebol macio e inconsequente. A Inglaterra é, para já, uma incógnita. Entrando a vencer, limitou-se a gerir o resultado. O Paraguai foi o que se esperava. Tem uma defesa em que pode confiar e dois avançados que até poderiam dar garantias, mas que, pela inexistência de meio-campo ofensivo, se limitam a correr atrás de bolas perdidas e a produzir litros de suor. Segue-se a Suécia e prevê-se goleada das antigas. Talvez Yorke, à imagem de Wanchope, dê um arzinho da sua graça.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home